30 de mar de 2012

Meu profundo e sincero muito obrigada.

[English version below]

É engraçado dizer: eu estou indo. Eu nunca fui para fora do Brasil, eu nunca fiquei mais do que 1 mês longe dos meus pais. Eu sempre vi as pessoas indo e vindo, mas agora é a minha vez de ir.
Quando decidi viajar, eu nunca imaginaria que tudo estaria como está agora. Tudo começou como uma viagem de férias, 20 dias de folga... Mas mudou. E eu tomei algumas decisões difíceis para chegar aonde cheguei. É difícil desistir do seu futuro de carreira promissora pra ir de cabeça numa aventura como essa.

A parte boa foi ter o apoio da minha família e todos meus amigos próximos a mim. Mas a coisa mais legal foi quando pessoas que nem me conheciam começaram a ajudar. Com alguma palavra legal, com dinheiro, com boas vibrações, ou simplesmente estando feliz por eu estar feliz por sonho estar se tornando realidade. E eu confirmei algo: O mundo está cheio de boas pessoas. E quer saber? Eu não to nem aí pras ruins! Estou preocupada com o bem, e trabalhando para compartilhar com todos que eu conhecer a bondade que as pessoas me deram.
Algumas pessoas me perguntaram o que era esse sonho, o que eu estava planejando fazer na Índia, por que estava pedindo para pessoas doações. Meu sonho é compartilhar tudo o que aprender com as pessoas, e aprender cada vez mais a ser uma pessoa melhor para o mundo. Meu plano na Índia é viver o país verdadeiramente, a raiz da raiz. Mudar a mim mesma, e encontrar formas de ajudar as pessoas.
Sobre as doações, um dia estava conversando com minha amiga Gisela que eu não estava mais trabalhando, e por isso eu teria mais tempo para viajar do que eu estava imaginando. Então, eu poderia explorar mais a Índia. Mas eu não tinha dinheiro suficiente para ir. Então ela me contou sobre o site do Vakinha, e decidi pedir aos meus amigos mais próximos para me ajudar. Mas isso se tornou maior. Eu recebi todos os tipos de doações. Amigos ofereceram milhas aéreas, dinheiro, transferências bancárias, paypal... Pessoas que gostaram do fato de eu estar lutando para ter dinheiro suficiente, amigos realmente antigos e que eu jamais poderia imaginar. E alguns amigos apenas disseram: “Tai, eu não posso ajudar, mas posso seguir seu blog, e te mandar boas vibrações”. Todas essas doações, todas elas de coração, eu aceitei da mesma forma.
Um mês depois, eu estou aqui. Faltam 4 dias para ir para Munique, abraçar meu amigos que estão longe. Quatro dias para pegar o voo, apesar dessa aventura ter começado muito antes.
Essa semana meu passaporte se perdeu vindo da embaixada, tive problemas com cartão de crédito, ainda não concluí o processo de demissão. Mas agora tudo está se encaminhando.
Eu gostaria de agradecer a você, que está lendo isso, e especialmente a esse grupo de amigos que me ajudou financeiramente para tornar esse sonho realidade.
Carol Minchio, Gisela Pereira, Diego Shimohama, Felipe Prestes, Dudu Canastra, Isis Mejias, Pedrones, Daniel San, Felipe de Paula, Joze Peres, Carol Miranda, Julio Decó, Douglas Cesconetto, Evandro Chuquer, Jonathan Malkin, Clarissa Reche, Armandinho Pego, Marcos Fonseca, Guto Fernandes, Mara Maioli, Sérjão, Gustavo Di Cavalcanti, Jéssica Dias, Daniel. Obrigada por cada centavo.
E por todos aqueles que acreditaram, choraram, sorriram, sofreram comigo. Eu amo todos vocês, mesmo os que não conheço pessoalmente, acredite: os amo de uma forma especial. Amigos do Couch Surfing de Vitória: Vocês são parte da minha vida e jamais me arrependerei por uma noite não dormida sequer ou qualquer minuto que gastei ajudando essa comunidade a crescer. Se cuidem.

Estarei off nos próximos dias. Até Munique! ;)

Ainda estou aceitando doações, durante toda a viagem. E aceito também suas boas intenções, seguindo meu blog, e estando ao meu lado (na mente). Será de muito bom agrado! :)

Contabilidade da Vaca

Doações confirmadas no vakinha.com: R$370,50
Doações por depósito/dinheiro: R$391,00
Total: + R$761,50

Gastos com visto - R$242,70

Saldo Atual: + R$518,80

Próxima missão:

R$1.450,00 da passagem! Faltam apenas R$931,20

Aconteceu em 03/2012
[English version]

My deepest and most sincere thank you

It’s funny to say: I’m going. I never traveled abroad; I never stayed more than 1 month far from my parents. I always saw people coming and going, but now it’s my time to go.
Serjão! :)
When I decided to travel, I could never imagine it would be the way it’s now. It started as a vocation trip, 20 days off… But it changed. And I took some difficult decisions to be where I am now. It’s hard quit your promising future and carrier to go deeply inside an adventure like that.
The good part is that I had my family support, and all my friends very close to me. But the greatest thing, was when people who don’t know me started to help. With some great word, with money, with positive vibrations, or simple being happy because someone was happy to make a dream come true. And I confirmed something: The world is full of good people. And you now what? I don’t care about the bad! I’m worried about the good, and working to share with everyone that I know the goodness people gave to me.
Some people asked me what was this dream, what I was planning to do in India, why I was asking people to donate money to do that. My dream is share everything I learned with people, and learn more to be a better person to the world. My plans in India is live the country truly, the root of the root. Change myself and find a way to help people.
My Indian Visa :)
About the donations, one day I was talking to my friend Gisela, that I was not working anymore, so I had the time to travel more than I was thinking. So, I could explore more India. But I didn’t have money enough to go. So she said about vakinha website, and I decided to ask my close friends to help me. But it became bigger. I had all kind of donations. A friend offered flight miles, others cash, bank transfer, paypal… People who liked I was fighting so much to have money enough, really old friends I could never in my whole life. And some friends just said: “Tai, I can’t help, but I’m following your blog, and sending good vibes to you”. All these donations, all from heart, I accepted the same way.
One month after, I am here. Four days to travel to Munich, to hug my friends who are far. Four days to take the flight, but for sure all this adventure started much time before.
This week my passport get lost coming from the embassy, I had credit card issues, I haven’t concluded my firing process. I asked my friends just to think positively, and now everything is in the right way.
I’d like to thank you, who is reading and specially to this friends, who literally made this dream come true.
Carol Minchio, Gisela Pereira, Diego Shimohama, Felipe Prestes, Dudu Canastra, Isis Mejias, Pedrones, Daniel San, Felipe de Paula, Joze Peres, Carol Miranda, Julio Decó, Douglas Cesconetto, Evandro Chuquer, Jonathan Malkin, Clarissa Reche, Armandinho Pego, Marcos Fonseca, Guto Fernandes, Mara Maioli, Sérjão, Gustavo Di Cavalcanti, Jéssica Dias, Daniel. Thank you for every cent.
And for all who believed, cried, smiled, suffered with me. I love you all, even who I don’t know personally, but trust me: I love you in a special way. Couchsrufing friends from Vitória: You are part of my life, and I will never regret any non-slept night or minute I spent helping this community to grow. Take care.

I’ll be off for the next days. See you in Munich! ;)

I’m still accepting donations, during all the tri. And I accept too, your good intention, if you follow my blog, or simply be by my side (in mind). It would be lovely.

To follow the accounting:

Donations website: R$370,50
Donations bank/money: R$391,00
Total: R$761,50
Actual balance: + R$518,80
Next step:
R$1450,00 to the tickets! We need only R$R$931,20!
I still need you! To do a donation, click here.

Happened in 03/2012